Old Stock Race - Quarta Etapa com Festa nas Arquibancadas e Show na Pista.
13/06/2017 - 13h19 em Old Stock Race
 O domingo de Sol atraiu novamente os aficionados pelos clássicos 6 cilindros mais amados do Brasil e novamente o resultado foi mais uma etapa inesquecível da Old Stock Race.
 
Após a ultima etapa disputada debaixo de muita chuva, a categoria voltou a Interlagos neste dia 11 de junho para os opalas tomarem a pista em busca dos pontos válidos pela quarta etapa do campeonato 2017.
Desta vez, o já tradicional desfile que antecede a primeira prova teve um toque todo especial,  pois no comando dos clássicos opalas e caravans estavam elas, as mulheres proprietárias, vindas de diversos lugares do Brasil, para abrilhantar ainda mais o dia. Foram 39 máquinas e suas "opaleiras" , dando uma volta completa pela pista de 4.309 metros do autódromo mais famoso do Brasil . Após o desfile, a convite da organização da Old Stock Race elas fizeram uma visita aos boxes afim de verem de perto todas as emoções da primeira prova de um local privilegiado e ainda levaram de presente uma caneca especial feita em comemoração à quarta etapa.
 
As opaleiras puderam fazer uma visita aos boxes e conhecer mais de perto o trabalho da Old Stock Race

A primeira prova, com largada as 10h50 já mostrou logo na volta inicial vinha pela frente. Tiago Gonçalves do opala numeral 11 que fez a  pole no sábado, largou mal e perdeu a posição já na primeira curva para Rodrigo Pimenta, caindo para sexto colocado. Rodrigo abriu vantagem e chegou a manter uma boa distancia na primeira passagem em relação ao segundo colocado Grego Lemonias, que atacou o quanto pode o opala numeral 2 e também foi combatido pelo catarinense Mario Broering, que largou em oitavo e pulou para segunda colocação ainda na primeira volta. Enquanto isso Tiago recuperava o tempo perdido e veio ultrapassando um a um, até chegar no primeiro pelotão e na quarta volta ultrapassou Lemonias e assumiu a segunda colocação na prova, indo atrás agora do líder, Rodrigo Pimenta.
Rodrigo Helal, (#113), vice líder do campeonato, teve um objeto (possivelmente uma pequena pedra) atingindo seu para brisas, que se quebrou deixando o piloto literalmente "de cara para o vento", fazendo  com que perdesse rendimento. Além disso, uma peça do sistema de lubrificação se rompeu, derramando óleo sobre o cano de escape, provocando momentos de muita fumaça, mas que não impedia  Helal no meio do pelotão intermediário, composto por ele,  Rafael Lopes (#54), (#113) Vinicius Pimentel (#38), Pedro Pimenta (#51), Edson Souza (28) e Luiz Zappelini (#87), a disputa pela melhor posição, que só aconteceu na ultima volta, onde cruzou a linha de chegada em sexto lugar, apenas 3 milésimos de segundo a frente de Pimentel,  atual campeão na classe Old Man.
 
Tiago Gonçalves largou na pole perdeu muitas posições mas ao final venceu a primeira prova. Foto: Humberto Silva/OSR

Lá na frente, Rodrigo Pimenta (#2) seguia na ponta, mas sem condições de segurar Tiago, que tinha mais carro, foi ultrapassado na sétima volta. "Larguei muito bem pulando na frente e tinha um bom carro no inicio e comecei a perder rendimento, consegui andar junto com ele (Tiago) por um tempo, mas realmente seu conjunto era melhor e eu não pude segura-lo." disse Rodrigo. Após ultrapassar Pimenta, Tiago não enfrentou mais problemas para vencer sua segunda prova do ano, depois de ficar por duas etapas fora da competição. "Na primeira etapa fiz um ótimo trabalho iniciando muito bem o campeonato, já na segunda não fomos bem e a terceira, por conta de uma cirurgia no ombro, o parceiro Robson Molly estava impossibilitado de guiar e decidimos não colocar o carro no grid, mas dessa vez tudo deu certo" disse o vencedor da prova.

Resultado Primeira Prova
Pos.     Carro      Piloto                          
1           11    Thiago Gonçalves
2             2    Rodrigo M. Pimenta
3           18    Georges Lemonias (M)
4             1    Mario Broering
5            54   Rafael Lopes
6           113   Rodrigo Helal
7             38   Vinicius Pimentel (M)
8             51   Pedro Pimenta (M)
9             87   Luiz Carlos Zappelini (M)
10           28   Edson Souza
11           64   Marcos Philippi
12             9   Ricardo Alvarez
13            93  Felipe Matos
14            10  Karim Machata
15            25  Jorge Schuback (M)
16            14  Fabian Hengles (M)
17            23  Fabio Franzoni
18            75  Daniel Alberici
19            78   Arnaldo Santos
DQ          12   Mallaco (M)
(fonte racing crono)

Para a segunda prova do dia, o grid de largada obedeceu a ordem de chegada da primeira e Robson Molly, que assumiu o comando do opala numeral 11 das mãos do seu parceiro Tiago Gonçalves, largou na pole,  tendo ao seu lado na primeira fila Alex Pimenta, irmão de Rodrigo e seu parceiro nesta etapa na pilotagem do carro 2.
Alex  largou bem e assumiu a ponta mas foi alcançado por Grego Lemonias na reta oposta que disparou na frente. Rodrigo Helal saiu de  sexto  e assumiu a segunda posição indo  à caça de Lemonias e trazendo com ele Mario Broering. Na terceira volta o opala numero 11 foi atingido por trás no bico de pato e com a batida perdeu muitas posições abandonando na volta seguinte. Outro envolvido foi o opala numeral 38, agora pilotado por Rodrigo Giordano, filho de Vinicius Pimentel  que perdeu rendimento e deixou a prova voltas depois.
Helal partiu para cima de Lemonias que não conseguia se livrar dos ataques do opala 113 que ao mesmo tempo tinha  Mario Broering em seu encalço.  Com problemas,Grego abandonou na quarta volta deixando o caminho livre para Helal, que agora tinha Broering mais perto do que nunca e com o carro bem acertado. Na sétima volta, Mario chegou de vez e ultrapassou Rodrigo, assumindo a ponta, Alex Pimenta, que acompanhava a disputa se mantendo em terceiro, encostou no opala 113 e num erro do adversário no  bico de pato assumiu a segunda posição, seguindo assim ate o final da prova. Broering foi o primeiro a receber a bandeira quadriculada, seguido de Alex Pimenta, Rodrigo Helal, Pedro Pimenta e Rafael Lopes.
 
O pelotão de seis carros disputando a quinta posição durou várias voltas. Destaque para o opala de rodrigo Helal sem o para brisas. Foto: Humberto Silva/OSR
 
Após a prova, os comissários aplicaram uma punição por conduta anti desportiva em Mario Broering, acrescendo 20 segundos em seu tempo final, tirando assim sua vitória e o posicionando na sexta colocação, sendo declarado vencedor,. o piloto Alex Pimenta (#2).

Resultado Segunda Prova
Pos    Num    Piloto
1            2    Alex Pimenta
2        113    Rodrigo Helal
3          51    Pedro Pimenta (M)
4          54    Rafael Lopes
5          87    Luiz Carlos Zappelini (M)
6            1    Mario Broering
7            9    Marco Maragno
8          64    Marcos Philippi
9          93    Felipe Matos
10        25    Jorge Schuback (M)
11         14    Fabian Hengles (M)
12         28    Pedro Marques (M)
13         10    Karim Machata
14         23    Fabio Franzoni
15         38    Rodrigo Leite
16        128    Mallaco (M)
17          18    Georges Lemonias (M)
18           11    Molly Robson
 (fonte racing crono)
 
Mario Broering chegou a receber a bandeira quadriculada em primeiro, mas uma punição o jogou para sexto no resultado final. Foto: Humberto Silva/OSR

A quinta etapa, que marca a metade do campeonato, acontece  dia 2 de julho em Interlagos e como sempre, o público amante do automobilismo e principalmente dos opalas poderão acompanhar tudo ao vivo com acesso gratuito às arquibancadas do autódromo pelo portão T/L localizado na Av. Interlagos em frente à caixa d´água da Sabesp, com abertura a partir das 7 h.

Old Stock Race - A Emoção Está de Volta!
 
Fotos: Humberto Silva e Barbara Bonfim
 
Sergio Rodrigues
Comunicação Old Stock Race
imprensa@oldstockrace.com.br
 
COMENTÁRIOS